Papo Reto #III: Jogadores Tóxicos

Voltando com essa coluna que foi a primeira a ser postada aqui na Toca, iremos falar sobre um tema bastante comum entre a comunidade gamer, jogadores tóxicos.

Aconteceu a muitos anos atrás, quando as pessoas jogavam sem o pretexto de ser um “pro-player”, quando as pessoas jogavam seus jogos pela simples e pura diversão, foi nesse período da concepção de uma comunidade online que nós, os brasileiros, começamos a criar uma imagem negativa na internet.

Não me entenda mal, mas nós eramos os clássicos zueiros, não tinhamos a mesma visão de “seriedade” com os jogos que temos hoje e acredito que seja por esse motivo que trollavamos (do verbo Trollar) em jogos online. Contudo nos últimos anos a comunidade brasileira em jogos onlines vem mudando essa imagem. Não temos mais a mesma imagem vergonhosa que possuíamos antes, sim, vergonhosa, ser comparada a macacos na internet não é nem um pouco aceitável (nem na vida real), mas acredito que muitos faziam por merecer tal nomenclatura tal qual aquele tio chato da piada do “É pavê ou pacomê” a gente chama de tio chato porque isso é chato, mesmo quando a pessoa em si não é chata.

Eu deveria ficar feliz em estarmos perdendo esse título de sermos trolls e coisas afins para chilenos, paraguaios e chineses, mas eu não estou. A internet hoje é um ambiente muito mais tóxico e não-convidativo do que era a anos atrás. Hoje temos uma vasta gama de títulos para escolher e jogar, mas não importa qual você escolha, sempre vai ter um Boludo te chamando de favelado ou macaquito, tá, eu admito que no começo eu até ficava rindo, mas agora isso dá raiva, principalmente porque eu sei que por mais que eu ‘denuncie’ o sujeito nada vai acontecer e eu só irei pagar de mimizento.

O grande problema aqui era que antes somente nós monopolizávamos  essa arte milenar de ser irritante na internet e agora temos concorrência, maior e mais irritante. Hoje eu sei como um americano se sentia ao ver um br hue hue entrando no lobby de jogo, a primeira coisa que passa pela cabeça é: “Vai fazer merda e vai atrapalhar a minha experiencia no jogo achando que tá sendo alegre e divertido!”.

Posso está parecendo ser um pouco ranzinza e peço desculpas por isso, mas a presença de jogadores tóxicos seja em qualquer jogo é horrível. Alguns eu entendo que estejam buscando se ‘enturmar’ e acreditam que ao fazerem brincadeiras com todos os outros jogadores eles estejam conquistando isso, mas na maioria das vezes isso não funciona. Acredito que tenha gente que, como diz o sábio Frank, o Filthy, simplesmente acorda e decide ser um tumor irritante na vida das pessoas.

As pessoas as vezes falam: “Ignora que ele(a) para.”, é isso funciona. Sério, funciona. É como se os jogadores tóxicos necessitassem de atenção e quando não a têm eles simplesmente parão de funcionar, da tilt. Conversar não adianta, pedir para parar também não, então caro leitor, apenas ignore, é triste mas essa é a solução mais confiável até o momento, deixe o jogador mutado para você e apenas continue jogando.

Espero que tenham gostado de alguma coisa dita aqui. E vocês, o que acham dos jogadores tóxicos que a cada dia parecem aumentar mais e mais?

Anúncios

3 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s