Papo Reto #VI: O Peso de Ser um DM

O Papo Reto de hoje traz mais uma vez um tema voltado para o RPG mesmo. Quando amadurecemos como Mestre? As vezes isso vem com uma situação desconfortável não é mesmo? Mas, acima de tudo, o que é ser um Dungeon Master?

Quando comecei a jogar RPG, anos atrás, comecei com uma ideia muito simplória e superficial, entregar uma situação, definir um valor no dado para ser atingido ou superado e, por fim, rolar o dado. Resolvi começar como mestre mesmo sem saber de nada e para não ficar de fora da aventura criei uma ficha para que eu pudesse jogar com os personagens dos meus colegas.

Mantive essa prática por um bom tempo até perceber que eu era o único jogando pois comecei a fazer as narrativas voltadas ao meu personagem, o mais forte, inteligente e hábil dentre todos, enquanto os jogadores que queria se divertir se tornaram meros coadjuvantes. É, fui babaca por um bom tempo, mas depois que percebi isso foi que comecei a mestrar de verdade.

Comecei a escrever Papo Reto pensando em NPCs e após lembrar desse ocorrido eu percebi duas coisas:

  1. Eu to com problema pra manter o foco;
  2. Esse momento foi quando eu comecei a notar a responsabilidade de ser um Dungeon Master.

Dungeon Master, o Mestre do Calabouço ou simplesmente Mestre, o título dado para o indivíduo que fica responsável por coordenar a aventura e garantir o divertimento do grupo. Falando assim pode parecer uma tarefa fácil, mas não é. O mestre também é um jogador, ele cria personagens e situações e dá as direções aos jogadores durante uma aventura, pense nele como uma “força divina da natureza”, responsável pelo destino. É um pouco exagerado falar assim, mas olhando da perspectiva geral é bom esse caminho mesmo.

Quando aquilo aconteceu comigo eu comecei a perceber o verdadeiro sentido em ser um mestre para um grupo de RPG, a sua diversão é mais ligada não em jogar de maneira igual a seus amigos, mas sim em causar as situações e criar uma aventura épica com seus amigos, pena que eu percebi isso tarde demais, a mesa foi perdida pois ninguém queria me ver jogar sozinho com os dados em uma aventura feita para mim.

O ponto que quero chegar é, se você que está lendo é um DM saiba: os jogadores não jogam PARA você, eles jogam COM você. Não tem diversão alguma para o jogador quando o mestre é um sádico que faz tudo para matar o grupo, assim como não tem diversão quando o mestre é uma “mãe” e facilita tudo para o grupo. Quando só um está gostando enquanto os outros 4-5 estão indiferentes é porque tem alguma coisa errada.

Ser Mestre é levar os jogadores a um ambiente novo, desafiador e recompensador, é fazer com que os jogadores se sintam fora do mundo real, nem que seja por um minuto. É fazer os dados rolarem com espontaneidade e diversão, não com indiferença e desgosto. É jogar com os amigos, rir com ele e se aventurar com eles, ver o improviso não como um problema e sim como uma oportunidade.

Cu_jeG8WEAA2Vz-

Enquanto a vocês, caros mestres que estão lendo esse breve texto, alguma vez vocês se viram em uma situação parecida com a minha? Já sentiram que estavam sendo ditadores ao invés de mestres? Deixem nos comentários situações que fizeram vocês amadurecerem como DM.

Anúncios

4 comentários

  1. Acredito que a maioria quer ser jogador e poucos querem ser mestres, então acontece que nos primeiros RPGs a maioria acha q deveria ter um personagem para caminhar com o grupo, esse nem de longe é o único erro que mestres cometem no inicio de suas “mesas” rsrsrsrsrsrs.
    O importante é não desistir e ir aprendendo com os erros, e se acredita que não se sentem bem como mestre, a internet esta ai para ajudar a encontrar novos grupos.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s