Papo Reto XIII: Pirataria no RPG, um pouco mais para acrescentar ao debate

A pirataria no rpg é uma questão amplamente discutida, mas que ainda precisa ser mais levada à fundo, enquanto não acharmos maneiras de conduzir um meio termo entre todas as necessidades e possibilidades apresentadas pelo mercado, estaremos perdendo como comunidade.

book-theft-book-piracy-o

Pirataria por acessibilidade

Admito que conheci o rpg através de um professor que passou para mim o link dos dois manuais básicos de d&d 3.5 e o bestiário, foi através desses pdfs que eu entendi o que era o rpg, como se joga rpg, qual a função do mestre e como conduzir aventuras para meus colegas. Não querendo entrar na questão de a pirataria algo ser certo ou errado, a qualidade do material pirateado nunca me agradou, tanto que logo mais que aprendi a mestrar me livrei dos manuais de d&d e encontrei o 3d&t, a acessibilidade ao sistema foi o que me levou a tornar o rpg meu hobby mais frequente e prazeroso, ter um material gratuito e de qualidade foi o que possibilitou ao meu grupo poder engajar de verdade no rpg e nunca mais parar.

ebook-piracy

Na época em que comecei a jogar rpg eu tinha apenas 13 anos e nem sonhava em como conseguiria dinheiro para comprar os manuais, livros de d&d a cento e poucos reais pareciam um sonho distante pra mim, algo que eu nunca alcançaria, mas eu desejava acima de tudo pela qualidade, nunca fui alguém de me satisfazer com materiais digitais, preciso tocar o livro e o sentir as mãos. Mas pela falta de possibilidade de consumir um daqueles manuais, me refugiei na qualidade digital de 3d&t.

Os anos se passaram até que em uma bienal do livro, após muito clamar dinheiro aos pais, afinal de contas ainda não tinha noção de como conseguir meu próprio, consegui levar uma boa quantia para sacear minha sede de livros (sou um devorador de livros e acima disso gosto de colecionar o que li como troféus de histórias e aventuras que vivi ao lado daqueles personagens). Foi assim que conheci tormenta, seus pósteres estampados em um estande, com seu manual básico trazendo nomes que já me eram conhecidos pelo meu contato com 3d&t, me fez gastar noventa reais, que poderiam me render dois ou três bons livros, no manual básico de tormenta, na época lembro que fiquei nervoso, pensava se tinha feito certo ao gastar uma quantia tão grande com um manual de um cenário que ainda era desconhecido para mim e que eu ainda não fazia ideia de se meu grupo gostaria de jogar, mas hoje garanto facilmente que foi a melhor escolha que fiz.

Se não fosse pela dificuldade de ter comprado o manual na época, eu provavelmente nunca teria me esforçado tanto em consumir todo seu conteúdo e tirar proveito para convencer meus jogadores a jogar mais e mais.

Print

Em breve resumo, eu conheci o rpg através da pirataria, me descobri nesse hobby através de um cenário distribuido gratuitamente e virei um mestre dedicado quando comprei meu primeiro material, ter passado por todas essas etapas me faz pensar na necessidade de dar uma prova aos não jogadores antes de lhes querer enfiar sistemas pagos goela abaixo, não que aqui eu esteja incentivando a pirataria, a pirataria por muitos motivos não é algo que eu gosto de consumir, mas a questão é que sistemas distribuidos gratuitamente formentam e alimentam uma nova leva de jogadores todos os dias.

Meu contato com o desenvolvimento independente

É mais que justo alguns culparem os altos preços como responsáveis pela crescente pirataria, mas a partir do momento que eu me vi como um desenvolvedor independente, o panorama mudou completamente. A ideia de viver do que você ama, de ser revolucionário e colocar suas obras disponibilizadas gratuitamente e lutar contra os dragões gananciosas de megacorporações é algo louvável, mas não é real. Infelizmente a vida demanda necessidades e essas necessidades geram gastos, se você não tirar seu sustento do seu sonho, seu sonho vai ser apenas um sonho, afinal de contas você precisa comer. Trabalhar para se alimentar e produzir no tempo livre parece uma ideia que rompe as barreiras, mas não se engane, não é tão fácil assim. Qualidade demanda esforço, tempo, atenção e gastos. Criar algo não visando o lucro, mas sim a propagação de um ideal é um desafio que supera qualquer coisa. Eu quero sim um dia poder gerar produtos, ideias e muito mais de maneira gratuita, mas não existe a mínima possibilidade de fazer isso sem um caixa anterior que sustente meus gastos com a produção.

Captura de tela de 2018-02-14 08-35-42
Always for freedom

Nós aqui da toca não ganhamos nenhum retorno financeiro com tudo que produzimos até então, sobrevivemos de satisfação por um trabalho bem feito, mas as condições do mundo em que vivemos faz com que não possamos nos dedicar tanto quanto queríamos ao blog, tanto eu quanto o bodão temos que colocar nossos estudos em primeiro plano, precisamos gerar um meio de sustento paralelo que nos permita viver para fazermos o que gostamos. Daí vem a verdade de que editoras não podem simplesmente baixar os preços de todos os livros, os livros geram muitos custos para serem produzidos, aquele preço que você vê não é simplesmente porque alguém quer lucrar muito em cima das outras pessoas, por mais que isso aconteça em alguns casos, aquele preço é porque o criador precisa pagar os gastos que ele teve com a produção e quando ele leva o sonho como profissão e carreira, ele tem uma vida para sustentar através daquele produto.

IMG_20171108_123956_709.jpg
Eu, bodão e dois amigos em um evento da faculdade

A pirataria no rpg e no resto do mundo não é feita de brancos e pretos, é um assunto cinza que precisa ser compreendido pelo público. Para quem quer se estender mais no assunto indico duas matérias completíssimas sobre a pirataria no rpg, a primeira do rpg notícias e a segunda da confraria de Arton, dois textos que merecem a leitura de todos que vivem nessa comunidade e precisam entender um pouco mais sobre as nuances das problemáticas que envolvem esse assunto.

Kindle_piracy_1
Digam não a pirataria!

Links:

Rpg notícias

Confraria de Arton

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s