O Diamante do OSR – The Black Hack

TBH, sigla para The Black Hack, um jogo desenvolvido por David Black em meados de 2016 e publicado pela Square Hex. Hoje, você pode encontrar uma página na web com todos os detalhes do sistema gratuitamente ou pode pagar pelo PDF em inglês no DriveThruRPG, pagando o lanchinho de U$ 2,00.

The Black Hack, como o nome sugere, é um ‘Hack’ de jogos antigos. Com regras simples e intuitivas, o jogo tem como princípio emular a sensação dos primeiros jogos de rpg, sem regras complexas ou tabelas extensas, apenas com a boa e velha descrição narrativa e poucas rolagens de dados. Outra coisa que chama muito a atenção no jogo é o fato do DM, o mestre, fazer pouquíssimas (ou nenhuma) rolagens de dado. Por exemplo, durante um combate, o jogador faz a rolagem de dado para atacar o alvo, até ai tudo bem, mas quando é a vez da criatura atacar, quem faz o teste também é o jogador.

Este sistema, deveras simples, é um ótimo exemplo usado para mostrar como o Old School Revival está vindo forte aí. Os mestres mais antigos veem em jogos como o Black Hack a chance de recuperar a sensação daquelas primeiras sessões das décadas de 70/80, enquanto a geração mais nova de jogadores e mestres de RPG tem a chance de jogar novos títulos que emulam muito bem esse cenário.

Outra coisa que cativa em Black Hack é o fato do sistema cair bem com qualquer cenário que você imaginar. Eu sou novo nesta comunidade, mas em menos de um mês eu já vi ‘Hacks’ de Doom, steampunk, sci-fi, monstros mutantes, super-heróis, beat’em up… enfim, os materiais existentes para complementar este jogo existem, e aos montes!

tbh-banner

The Black Hack é um ótimo exemplo de como as vezes menos é mais. Às vezes você quer apresentar o RPG para um amigo(a) que não sabe NADA e mostrar jogos como Rastros de C’tchullu, Dungeons & Dragons, Shadowrun, Pathfinder ou outros títulos muito conhecidos pode ser um pouco intimidador. Livros de 200, 300 páginas com regras, regras alternativas, combinações e afins não é a melhor forma de se apresentar algo novo. Ou então, você nem precisa estar apresentando o hobby para alguém novo, apenas quer jogar algo simples com os amigos em uma sexta a noite, você não precisa ficar 2 horas criando fichas para isso, senta com eles e joga um TBH, simples, em 20 minutos todos tem seus personagens prontos.

O Old School está voltando, eu posso não ter começado na era do RPGs de xerox aqui no Brasil, mas estou sentindo um pouco da emoção dos jogos que vocês jogaram nesse período e estou amando. Deixo aqui minha indicação, The Black Hack, simples, divertido e com enorme potencial, além de uma comunidade muito bacana que cria e compartilha muita coisa interessante.

Guilda Dos Mestres e o repositório TBH

TBH em português

DieHart – maior repositório de hacks (inglês)

Black – Blog do autor de Black Hack

Anúncios

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s